De uma rede exemplar de apoio institucional e financeiro ao investimento empresarial


Uma eficaz rede institucional de apoio à competitividade do Alto Minho

Constituída pela CIM Alto Minho, IPVC (Instituto Politécnico de Viana do Castelo), CEVAL (Conselho Empresarial dos Vales do Lima e Minho) e In.Cubo (Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras), esta rede tem por objetivo dinamizar, de forma integrada, uma plataforma mobilizadora de recursos, pessoas, agentes e ideias, que promova o espírito e a cultura empreendedora no Alto Minho e que contribua para facilitar o processo de criação e acompanhamento de iniciativas de natureza empresarial na região.


CIM Alto Minho

Rua Bernardo Abrunhosa, n.º 105

4900-309 Viana do Castelo

T (+351) 258 800 200

F (+351) 258 800 220

E geral@cim-altominho.pt

S www.cim-altominho.pt


IPVC

Praça General Barbosa

4900-347 Viana do Castelo

T (+351) 258 809 610

Tlm (+351) 965 919 650

F (+351) 258 829 065

E geral@ipvc.pt

S www.ipvc.pt


CEVAL

CAE – Centro de Apoio às Empresas

Parque de Atividades de Cerveira – Zona Industrial de Cerveira – Pólo II

4920-013 – Campos – Vila Nova de Cerveira

T (+351) 251 700 010

Tlm (+351) 967 602 348

F (+351) 251 700 019

E geral@ceval.pt

S www.ceval.pt


In.Cubo

Passos - Guilhadeses

4970-786 Arcos de Valdevez

T (+351) 258 510 050

F (+351) 258 510 051

E info@incubo.eu

S www.incubo.eu



Um sistema de incentivos ao investimento empresarial multissetorial e com elevadas taxas de comparticipação pública

- O Alto Minho integra o “Objetivo Convergência” nas Políticas de Coesão da União Europeia, permitindo que os projetos empresariais obtenham as mais elevadas taxas de cofinanciamento através de fundos comunitários;

- O Alto Minho dispõe de diversos instrumentos de financiamento locais, regionais e setoriais para iniciativas empresariais de diferentes âmbitos;

- Em grande parte dos municípios do Alto Minho há ainda a possibilidade dos investidores usufruírem de benefícios fiscais, tais como isenção de pagamento da derrama autárquica, isenções ou reduções de taxas e licenças e uma maior celeridade no processo de licenciamento, visando a atração e simplificação da instalação de empresas nas áreas de acolhimento empresarial.


Para mais informações consulte o Guia do Investidor em Portugal no site da AICEP www.portugalglobal.pt.